domingo, 17 de fevereiro de 2013

Posted by Profetiza Sobre as Nações | File under :
  Por R. C. Sproul
Essa é uma das perguntas mais difíceis de responder se pensarmos nela sob a perspectiva de Deus .



Aqui estamos nós , sua criaturas , que fomos feitas á sua imagem com a responsabilidade de espelhar e refletir sua glória e sua retidão para todo o mundo . Nós o desobedecemos vezes sem conta , em todos os lugares e em todas as maneiras . Ao fazer isso , representamos mal o seu caráter diante de todo o universo . A bíblia diz que a própria natureza geme esperando o dia da redenção da humanidade , porque a natureza sofre com nossa iniquidade (Rm 8.22) .




Quando pensamos em como temos sido desobedientes e hostis para com Deus , nós nos perguntamos o que teria feito com que Ele nos amasse tanto assim. Em Romanos 5.7 , quando Paulo está abismado com o amor de Cristo manifestado em sua morte , ele diz : ”Dificilmente alguém morreria por um justo ;pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer .” Esse é o tipo de amor que transcende a tudo que temos experimentado nesse mundo . Creio que a única coisa que posso concluir é que amar é que próprio da natureza de Deus . Amar é parte do seu caráter intrínseco e eterno.



O Novo Testamento nos diz que Deus é amor . Esse pode ser um dos versículos mais mal compreendidos das Escrituras . Lembramos que , alguns anos atrás , era moda dizer que a” felicidade é um cachorrinho fofo” .Tínhamos essas definições sucintas do conceito de felicidade , que se estendiam também ao amor –” Amar é nunca ter de pedir perdão ” e outras frases parecidas —e todos nós estávamos muito interessados em compreender todo o processo do amor .



Mas quando a Bíblia diz que Deus é amor , essa afirmação não é o que chamamos de afirmação analíticas na qual se pode trocar o sujeito e o predicado e dizer que , portanto , o amor é Deus . Não é isso que a Bíblia quer dizer . Ao contrário , o que a forma de expressão hebraica quer dizer é que Deus ama tanto e que seu amor é tão consistente , tão intenso , tão profundo , tão transcendente e uma parte tão integral de seu caráter que , para poder expressar da maneira mais absoluta possível , dizemos que ele é amor . Isto é , simplesmente afirmamos que Deus é o padrão máximo e definitivo de amor.



0 comentários: