sábado, 15 de outubro de 2011

Posted by Profetiza Sobre as Nações |


Jesus certa feita saindo de Jericó e seguindo Ele estava uma multidão que como sempre era peculiar em seu ministério, no caminho assentado a beira da estrada estava dois cegos que ouvindo o barulho da multidão que acompanhava Jesus exclamaram: Jesus, Filho de Davi, tenha misericórdia de nós!

A multidão repreendeu aqueles dois cegos que necessitavam da luz para seus olhos. A Luz estava passando ali bem próximo deles, mesmo eles sendo cegos, não enxergando viram ali a oportunidade para mudar suas vidas, a Luz dos seus olhos estava passando perto deles e eles enxergaram sem sequer ver com seus olhos físicos.

Mas eles sendo repreendidos pela multidão não se calavam e gritava ainda mais eu creio assim: Jesus, Filho de Davi, tenha misericórdia de nós!

Jesus chamou-os e perguntou com sua voz de compaixão: Que queres que vos faça? E eles responderam; Senhor que se nos abra os olhos.

Jesus tocou-lhes os olhos, e logo abriram os olhos.

Amados nessa historia aprendo algumas lições, mas quero destacar duas para uma pequena reflexão. A primeira é que mesmo em meio à adversidade que esse dois cegos tiveram em chegar até Jesus eles não se abateram e não deram ouvidos aquela multidão que os impediam, eles sabiam que o homem que a muito já tinham ouvido falar na beira do caminho estava passando por eles, estava ali a oportunidade deles e nada iria impedir deles alcançar a graça que eles tanto esperavam.

Outra grande lição é a atitude da multidão que acompanhava Jesus, aqueles dois cegos mesmo não enxergando viram o porquê Jesus veio há esse mundo, dá vista aos cegos de olhos espirituais e aquela multidão cega impedia os que enxergaram isso, pense nisso: Essa não será as mesmas atitudes que às vezes temos quando nos fechamos numa redoma de “santidade” e não deixamos que os pobres, os mendigos, os que sofrem pelas bebidas, os dependentes químicos, os que vendem seu corpo, ou seja, aqueles que estão precisando chegar até Ele, Jesus: Raça de víboras que somos, estamos inchados com nossas riquezas e não sabemos dividir o amor que Jesus o Bom Mestre ensinou e pensamos que nossos suntuosos templos não podem ser sujos por essas vidas, pobres cegos que somos. Que Deus te abençoe.

0 comentários: