terça-feira, 15 de novembro de 2011

Posted by Profetiza Sobre as Nações |
Do grego μεταμέλεια - Metanóia (Meta=Mudança, Nóia=Mente), arrependimento quer dizer Mudança de Mentalidade.

Na origem da palavra, arrependimento quer dizer mudança de atitude, ou seja, atitude contrária, ou oposta, àquela tomada anteriormente.

Diferentemente do remorso, em que a pessoa que o sofre não se sensibilizou verdadeiramente do mal que possa haver causado a outros, e que, pensando apenas no próprio bem, é capaz até de infligir a si mesmo algum tipo de castigo (como uma autoflagelação, por exemplo) apenas para tentar se esquivar de sofrer uma punição ainda mais severa por causa do erro que cometeu (punição que pode realmente, ou não, vir a penar), o arrependido verdadeiramente percebe e se sensibiliza das conseqüências ruins que seus atos causaram para outras pessoas (ou o mal que acredite haver causado a algum ser).

Essa sensibilização à dor alheia leva o arrependido a uma tristeza verdadeira pelo dano sofrido pelos que prejudicou. E, como conseqüência, sempre faz o arrependido tomar uma firme decisão de não mais cometer o mesmo erro, para não mais causar mal a outros. O arrependimento pode assim, também, ser considerado como a dor sentida por causa da dor causada.

Muitas pessoas pensam que a palavra Arrependimento significa "tomar vergonha na cara", "virar religioso" ou "andar na linha". Como se nós pudéssemos fazê-lo. Arrependimento requeira uma mudança completa em nosso ponto de vista - olhar as circunstâncias como Deus as vê. Deus simplesmente nos pede que nos tornemos a Ele. É desta forma que aceitamos Seu presente. Quando assim agimos, certos resultados nos são prometidos. Se decidirmos não aceitar o presente de Deus, outros tipos de resultados são prometidos.

No nosso país o evangelho tem crescido de maneira visível, e nesse crescimento tenho observando que diante de tantos ensinamentos enganosos as pessoas têm sido chamadas “venha como estais”, mas é preciso ensinar que não devemos permanecer no mesmo desejo desse mundo em I João 2:15-17 diz: “ Não amem o mundo, nem o que há nele. Se vocês amam o mundo, não amam a Deus, o Pai. Os maus desejos da natureza humana, a vontade de ter o que agrada aos olhos e o orgulho pelas coisas da vida, tudo isso vem do mundo. O mundo passa, com tudo aquilo que as pessoas desejam, porém quem faz a vontade de Deus vive para sempre”.

O apego aos bens materiais tem levado muitos aos templos, mas a salvação não tem sido difundida nesses corações daí então a razão dessas pessoas viverem fora de um padrão bíblico de vida cristã. Viver uma vida cristã é viver uma vida de renuncia, sem apego a desejo mundano e faço lembrar as palavras do bom Mestre em seu primeiro sermão, "Arrependei-vos, pois está próximo o reino dos céus" (Mt 4:17). Que Deus te abençoe.

0 comentários: